i hope better times✝☺☹

POSTED ON: 1 de abr de 2013 @ segunda-feira, abril 01, 2013 | 0 comments

Repetindo os velhos hábitos de abandonar o meu blog mesmo com mil coisas para escrever sobre como eu tenho passado! Odeio ficar sem escrever aqui, mas ultimamente eu tenho andado tão tão... Que sei lá, não me sinto mais produtiva como antes.
Eu sinto uma falta e-nor-me de como eu era antigamente... De como eu era feliz sem que nenhum minuto eu parasse e ficasse questionando o meu lugar no mundo. Eu odeio ficar melancólica e triste sem motivos, mas de um tempo para cá não importa se eu esteja me divertindo muito com meu namorado ou tendo uma ótima conversa com a minha mãe, sempre haverá aquele minuto, aquela pausa em que eu pare e fique pensando na minha vida. E isso é terrível pois eu não penso nela como uma coisa boa e sim questionando o que eu farei dela!

Eu larguei a Arquitetura! Que a-li-vio...
Vou contar desdo começo...
Eu pesquisei bastante antes de entrar na faculdade, a tal Estácio de Sá. Vi que tinha vários jeitos de ganhar desconto e tinha o curso de Arquitetura. Ok, fiz várias provas e ganhei 30% de desconto. Paguei e entrei na primeira semana (mesmo com alguns problemas de documentação), fiz a primeira semana e eu... realmente... detestei! Detestei as pessoas, os professores, as matérias (e não, não adianta pensar que era só no primeiro semestre porque esse curso era como escola, todas as matérias que eu teria no primeiro semestre eu teria até o final da faculdade, seguiria como ex Atelie de Projeto I, II, II, IV,V e até o final dos 5 anos, TODAS as matérias). Até que na quinta-feira os problemas e o começo da minha saída começaram.
Primeiro que resolver qualquer problema na aquela universidade era perder umas 5 horas por pura desorganização. Segunda que na verdade eu só tinha ganho desconto na primeira matricula, e que na segunda eu teria que pagar 900 e pouco como todo mundo (o que não iria rolar mesmo porque eu não poderia pagar). Me enganaram!
Conversei com eles e eles me disseram que iria rever uma outra prova de desconto e que até a sexta da semana seguinte, cairia no sistema o desconto. Mudei para Engenharia e mesmo na aquela semana eu não consegui assistir uma aula por conta de resolver outros problemas. Acabou que, eu parei de ir a faculdade, deixei para lá, alivio e felicidade voltando porque eu detestei a universidade! Só que eu esqueci de cancelar a minha matricula esperando esse desconto cair. Bom, passaram-se um mês e nada! Resultado, pesquisei na internet e li que essa abençoada faculdade coloca alunos no SPC. E, para eu cancelar, eu terei que pagar 1,500 reais. Problema por problema. E agora, eu ando por aí com o que se chama "crise existencial" - o que eu acho terrível por nome em qualquer problema e me faz parecer uma pessoa doente -. Não penso mais em fazer faculdade porque não me imagino fazendo nenhum curso, o que é um problema pois a muita cobrança pelo lado do meu namorado e minha mãe, e eu sei que eles não cobram por mal e só cobram porque querem o meu bem, mas as vezes essa cobrança piora tudo.

É incrível como as coisas mudam, ano passado eu me imaginava fazendo Arquitetura e virando uma Arquiteta trabalhando para empresas grandes... E em menos de 1 ano, eu vejo que isso não é para mim, não sou eu. Porque eu andava por aquela universidade, via aquelas pessoas e aquilo tudo e não sentia como se era o destino para mim. Meu coração ficava apertado cada vez que eu chegava lá!
Por hora e o que tem virado um objetivo é abrir um negocio próprio, caramba... Só Deus sabe o quanto tenho sonhado com isso! Uma coisa minha, uma coisa que eu comecei de verdade e uma coisa para vai ser minha para sempre. Imagina? Acho que as pessoas da minha idade não tem esse pensamento... Uma pena porque as pessoas deveriam trabalhar com a cabeça e não com os braços.

O que tem me feito feliz são as pequenas felicidades. Passar o dia na cozinha com a minha mãe, acordar e ouvir o ronron do meu gato, esperar o meu namorado mandar uma sms no whats de manhã e saber que por mais que o tempo esteja terrível para mim, que por mais que o mundo todo esteja cobrando que eu de um rumo na minha vida. Isso vai passar! As coisas boas não duram para sempre, assim como as ruins também não. This too shall pass...


← OlderNewer → / Newer →
ニャー