today the luck goes to...

POSTED ON: 2 de set de 2010 @ quinta-feira, setembro 02, 2010 | 1 comments

Nunca fui uma pessoa muito sortuda, nunca ganhei aposta daqueles bingos aos domingos que a minha família fazia depois da feijoada, nunca achei envelopes salpicados de dinheiro, nunca me deram o troco a mais no ônibus nem muito menos raspei 1 real se quer em raspadinhas premiadas. Hoje por exemplo, testei a minha sorte. Acordei com um humor inegável, cedo. Me arrumei as pressas pois um teste de matemática me esperava. E assim a parte, mas critica da minha rotina matinal se fez... Aguardar o famigerado ônibus, aguardei, aguardei e... Como já estava atrasada, peguei um ônibus que me deixaria na metade do caminho, até aí o dia de sol ainda se fazia à cima da minha cabeça e a esperança de chegar cedo me fazia correr em meio aos carros e ônibus. Peguei outro ônibus, ufa! Assim que passava a metade do caminho o ônibus fez uma curva e entrou numa rua desconhecida. Como assim, peguei o ônibus errado? O meu desespero de chegar cedo – algo que é raro, muito muito raro, não me fez ver o ônibus que eu estava pegando. Desci xingando a quinta geração da família do motorista e de quem passava do meu lado! Peguei outro ônibus, o.k. Três ônibus em um trajeto que eu faço com apenas um, bem feito não. Nisso foram sete reais gastos, mas até aí tudo valia a pena. Cheguei na escola, cheguei até sorrir na hora que o portão abriu. Entrei na sala e... A professora além de não ter me dado o teste, disse que eu sou uma aluna desinteressada. Aha-há-há-há-há. Desinteresse? Wtf? Quer pessoa mas dedicada do que eu? Sair da minha cama quentinha, esperar 15 minutos o ônibus, pegar um ônibus errado, gastar 7 reais em 3 ônibus e estudar com ele em movimento, correr pela rua toda descabelada e eu ainda poderia citar inúmeras coisas que me fariam a maria do bairro, mas não... Poderia simplesmente desistir assim que saí do ônibus errado, voltar pra casa, dormir e tentar acordar com o pé direito. Mas não, respirei fundo, por dentro soltei meia dúzia e palavrões e... soltei um sorrisinho leve e harmoniosos e a única coisa que saiu da minha boca foi ''Ah, bom dia Fêssora! n_n'' E isso tudo de sorte? Ela escolhe um dia pra abençoar alguém? Como é que é que funciona? Pensando bem, ter muita sorte seria ate que um pouco monótono, ninguém teria desgraças para rir e eu não teria o que postar. E logo dizem ''Muita sorte é azar.'' - Provérbio Alemão. Farei meu teste de matemática na outra semana, e quem sabe... isso tudo que eu tive foi sorte e não azar? Já pensou se eu fizesse esse teste me desse mal? Já pensou? E você? Como anda sua sorte? Cambio, desligo H.

← OlderNewer → / Newer →
ニャー